Sermons

Summary: Esboço de Sermão pregado na noite de 14/07/2013 (domingo), na IPI de Irapuru, SP, Brazil

  Study Tools

Textos Chave: Tiago 1:14-15

14 “Mas cada um é tentado quando atraído e seduzido por seu próprio desejo.

15 Então o desejo, tendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, após se consumar, gera a morte.”

Introdução

Sabemos que o pecado inicia na mente e no coração, este pecado quando é concebido procura nos escravizar até a morte.

Jesus ao ser testado pelos fariseus acerca dos mandamentos da Lei, diz:

Mas o que sai da boca procede do coração; e é isso que torna o homem impuro. Porque do coração é que saem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, imoralidade sexual, furtos, falsos testemunhos e calúnias. (Mateus 15:18-19).

Queridos irmãos, como cristãos, nascidos de novo, justificados pelo Sangue do Cordeiro somos exortados quanto a nos afastar da prática do pecado, porém vemos em nossas fileiras nos dias atuais, muitos crentes que não tem levado o pecado a sério, muitos não tem dado ouvido as palavras de Paulo em Romanos 6:23: Porque o salário do pecado é a morte…

O pecado deixou de ser assunto em nossos púlpitos, muitos estão interessados em mensagens que não toquem neste assuntos, preferindo não serem confrontados.

Cada um de nós precisa entender que estamos em uma guerra, e o nosso maior inimigo é o pecado. É ele que pode nos levar a segunda morte.

Por isso precisamos apreender a guerrear, e estar preparados e atentos nesta batalha diária.

Por isto neste momento eu quero te apresentar a estratégia do inimigo. No texto que lemos em Tiago, podemos observar quatro estágios do engano do pecado. Desta forma conhecendo as estratégias deste inimigo podemos lutar com as armas dada a nós por Deus por meio do Seu Espírito Santo.

1º estágio: Os maus desejos são estimulados pelo pensamento e experiência (Tiago 1:14)

Meus irmãos nossa luta se dá contra três inimigos: O mundo, a carne e Satanás. Sabemos que os três militam contra nós de forma a nos levar a pecar, porém enquanto Satanás e o mundo nos oferece a ocasião para pecarmos, é da condição e receptividade de nosso coração aos seus apelos sedutores que eles dependem.

Podemos entender então que a maior pressão para que pequemos vem de dentro de nós, desta forma é inútil que nos escondamos vestindo uma capa de santidade enquanto dentro somos carcomidos pelos maus desejos.

O maior inimigo está escondido em nossas próprias trincheiras, ou seja, no nosso coração, precisamos identificar este inimigo para que seja assim vencido.

Muitos focam nos fatores externos (Satanás e o mundo), mas se queremos ter vitória nesta batalha devemos começar pelo nosso coração.

2º estágio: A cobiça nasce no coração fértil com o consentimento da vontade (Tiago 1:15a)

Neste estágio o pecado é semeado no coração, este pecado é concebido quando a nossa vontade assim dá permissão. Neste momento ainda o pecado não é visível mas ele está lá no coração sendo concebido, prestes a vir a luz.

Percebemos que aqui, Tiago usa uma analogia da concepção do pecado, a concepção e gravidez de uma criança. Sendo o coração o abrigo fértil para a semente da cobiça.


Browse All Media

Related Media


Talk about it...

Nobody has commented yet. Be the first!

Join the discussion